Concurso Público Nacional de Projetos de Arquitetura e Complementares para a Sede IAB/DF + CAU/BR


Inscrição Nº 5


Prezados organizadores e membros da comissão do juri. Em primeiro lugar, parabéns ao CAU/IAB pela iniciativa e a todas as 218 equipes e/ou arquitetos solitários como este que vos dirige, dedicaram horas de seu tempo em elaborar uma proposta para este concurso. Não querendo me aprofundar tanto como o colega José Lúcio, e os demais que aqui já deixaram suas opiniões gostaria de enfatizar que para que haja uma competição faz-se necessário igualdade nas condicionantes para todas as propostas, sejam elas NBRs, NGBs, Leis, Edital ou o Termo de Referência do certame. Noto neste concurso e em outros que participei ao decorrer deste ano que infelizmente o que deveria ser mais rígido é o que tem sido deixado em segundo plano quando do julgamento inicial das propostas. Independente das qualidades arquitetônicas e da capacidade técnica de cada equipe, antes de mais nada acredito que deveriam ser analisado o que fora pedido e imposto, para que, os que seguem a riscos as imposições legais, não sejam prejudicados por uma solução que tenha deixado tais parâmetros em segundo plano. Destaco neste concurso a interpretação do número de Subsolos, que vejo como nítido na NGB, indicando como opcional e único, visto que está no singular, e quanto à altura da edificação, a Cota de Soleira que define a altura do conjunto, assim como o afastamento mínimo de 2,50 metros desde o perímetro da edificação para as áreas fechadas na Cobertura. Verifique-se também a questão das propostas que utilizaram pavimentos inferiores para acesso, prejudicando assim o cumprimento da NBR 9050. Poderia me aprofundar mais, mas acredito que o que exponho e peço é que, se existem regras, que sejam cumpridas e assim exposto, peço a reanalise de todas as propostas, descartando de início, não as que ao júri não lhes agradou aos olhos, e sim aquelas que não cumpriram quaisquer das normas, leis ou outros que lhes foram pedidas em edital e aceitas quando da inscrição ao concurso. Sem mais pelo momento, aguardo posicionamento, Cláudio Antônio Castro De Orte, Arquiteto e Urbanista.